The Avengers - RPG
HEY YO;
Estamos nos mudando para ESTE fórum. (100% nosso e ativado)

É membro?! Veja a MP de aviso.

O link do forum não aparece?! Tente esse: http://avengersthegame.forumeiros.com

Ficha

Ir em baixo

Ficha

Mensagem por Vladimir Nikolaev em Seg 20 Maio - 14:52


Nome: Khan - Vladimir Nikolaev

Codinome: Predator

Idade: 51 (Em sua forma humana aparenta 26)

Grupo: Independente

Espécie: Alienígena - Marciano

Aparência do personagem: Em sua verdadeira forma usa uma armadura e um capacete, olhos avermelhados. A armadura assemelha-se a uma cota de malha, além de braceletes. Possui a pele meio esverdeada e cabelos longos que se assemelham a tubos de borracha negros. Na sua forma humana possui cabelos lisos e olhos azuis claros, corpo atlético, mede 1,81, tendo aproximadamente 179kg, obviamente não aparentando em sua forma humana.

Psicológico do personagem: Finge não se importar muito com os humanos, mas acabou com o tempo se acostumando a eles. Possui um senso de justiça que não tolera o comportamento dos humanos em muitas ocasiões. Muito apegado ao seu antigo lar e as pessoas que ele adquiriu confiança. Faz de tudo para se enquadrar a forma em que os humanos agem, observando-os e os estudando. Tem boas ideias e sabe o que é o certo, mas muitas vezes acaba por seguir o caminho errado. Não é de falar muito e nem de interagir, muito fechado não faz amizades fácil, não possui amigos, mas nunca abandona os de confiança. Controla muito bem seus sentimentos, sua expressão principalmente em sua forma original, são sempre os mesmos, tenta não demonstrar quaisquer afeto. Seu estado de espírito é bastante calmo, estando sempre em "paz", vindo deste sentido o significado de seu nome(Vladimir: Senhor da Paz).

Poderes/Habilidades Sobre-humanas: Habilidades Naturais Marcianas(Superforça, regeneração celular espontânea, telepatia, telecinese e transmutação) e Controle da Densidade corporal.

Descrição de Poderes:
Habilidades Naturais Marcianas: São as habilidades comuns em que quase todos de sua mesma raça possuem, que incluem: Superforça(a habilidade de poder levantar grandes pesos ou esmiuçar materiais resistentes mediante o exercício de sua força física. Em seu auge consegue levantar várias toneladas).
Telecinese: Disparar rajadas telecinéticas através de um esforço muito maior da mente(Sendo essa habilidade sua maior especialidade), mas sem utilizar um único movimento. Capacidade de manipular e controlar objetos com a mente, podendo levitar, mover, atirar ou quebrar qualquer objeto físico...
Regeneração Celular Espontânea(Permite a renegeração a uma velocidade mais rápido do que levaria com o tempo normal, mesmo não chegando a ser tão rápida, mas podendo regenerar até membros destruídos e perdidos, após um período de tempo e esforço).
Transmutação(Permite ao marciano transformar sua aparência, tanto para uma monstruosa, humana ou algum objeto que já tenha visto. Além de poder alongar seus membros e crescendo a um tamanho imenso)
Telepatia(Capacidade de ler os pensamentos de outros ou mentalmente se comunicar com eles, além de outra série de capacidades que permite dependendo de quão poderoso é o telepata)
Outros poderes adquiridos pelo próprio personagem.
Controle da Densidade Corporal: O ser é capaz de mudar densidade de seu corpo assumindo, deste modo, uma forma intangível ou a ponto de invulnerabilidade. Pode mudar além da sua, a de alguém ou alguma coisa que esteja tocando.

Perícias: ------------------------------------------------

Equipamentos: Possui apenas sua armadura que se assemelha a uma cota de malha e um capacete cor prata, que pode ser utilizado para a sobrevivência no espaço(vácuo) e adequar de uma melhor forma, mesmo não sendo de grande utilidade, o usuário ao ambiente. Todos feitos a partir de materiais marcianos. A única arma que se manteve em sua armadura durante a queda na terra foram seus dois pares de lâminas localizadas nos braceletes.

Fraquezas: Sua maior fraqueza é ao fogo. Além de lhe causar dores mentais, é muito vulnerável, se ferindo facilmente e seus poderes são reduzidos drasticamente. Quando envolvido em um calor intenso todas suas habilidades são anuladas, além de infligir dor e delírio no usuário, além deste poder se transformar em uma gosma verde(Pode ser restaurado, quando posto em uma temperatura completamente negativa. E ainda podendo gerar ainda a morte.
Controle da Densidade Corporal: Após diminuir drasticamente sua densidade a ponto de ficar intangível, o usuário se enfraquece um pouco, além de que para se tornar novamente intangível necessitaria esperar um certo tempo. Quando aumentada a ponto de se tornar super-resistente, de forma quase invulnerável, o usuário se torna imóvel durante o tempo, além de ficar mentalmente fraco.
Telecinese: Como já dito, ela pode ser utilizada sem qualquer movimento do marciano, apenas a mente a ser esforçada e com isso o usuário ao utilizá-la constantemente ou com grande esforço gera um sangramento nasal, além de fortes dores de cabeça e desmaio.
Regeneração celular espontânea: Mesmo sendo geralmente rápida, o usuário tem todas suas habilidades enfraquecidas enquanto o processo está ativa, além de precisar estar em repouso por grande tempo, para danos muitos graves.
Seus sentimentos são outras grandes fraquezas, por isso o mesmo tende a não demonstrar e a controlá-los, mesmo sendo tranquilo, quando alguém que marciano gosta está em perigo ou mexeu com seus sentimentos, este tem seus poderes reduzidos, principalmente os mentais.

Afiliações: Akmar(Mãe Biológica) - Morta, Higor Nikolaev(Pai Adotivo) - Morto, Natasha Smirnov(Mãe adotiva).

História: Há milhares de anos, uma guerra começaria a ser travada em Marte, por várias raças diferentes em busca de território. Duas eram as prediletas para vencer, a minha, os Predadores, nós possuíamos uma tecnologia mais avançada em relação as outras e uma outra, denominados Invasores, eram os que conseguiam uma maior geração de descendentes em menos tempo. Duraram muito tempo, uma batalha sangrenta. Meu povo decidiu criar uma máquina que fertilizaria as mães e fariam com o feto fosse gerado mais rapidamente e seus filhos cada vez nasceriam mais evoluídos em relação a seus pais e foi nessa época eu nasci, fui denominado "Experimento 463", mais tarde recebi o nome de Khan, junto com diversos outros experimentos de combate fomos separados das mães e levados para os Anciãos, cada um possuía em média mais de 400 anos, eram os seres raros, exatamente três, todas as decisões eram passadas por eles, sendo os mais sábios dos sábios. Nossa infância foi curta, eramos como robôs, com a mesma rotinas, treinamentos intensivos para nos desenvolver fisicamente e psicologicamente. Eramos desenvolvidos e projetados para crescer em meses, já para o combate e com menos de um ano de vida, era como se já tivéssemos 18. Os mais hábeis em campo e intelectualmente, foram treinados para o combate e para o campo tecnológico, enquanto os que eram gerados com "Defeito", muitas vezes eram mortos ou a minoria que os mantinham mandavam-o para o campo de estudos, para servirem de cobaia. A guerra mais do que nunca estava declarada, os nossos principais inimigos, os Invasores, estavam aliando-se com as outras raças e se desenvolvendo cada vez mais.
Cada um de nós desenvolvemos com uma habilidade diferente dos outros, a minha era o controle sobre a densidade corporal. Eu já possuía a idade e a esperteza e mesmo não sendo todos bem qualificados, seriamos mandados a guerra. Não recebíamos informações suficientes de nossas mães, apenas seus nomes e o estado delas, a minha se chamava Akmar, eu ainda não havia a visto mais desde que me levaram...
Seguimos até o conselho, todos se reuniram, os mais respeitados ali eram os Anciãos, eles decidiram que a melhor forma de vencermos era uma abordagem direta, um ataque surpresa.. Nos preparamos para isso e podíamos vencer, mesmo em minoria eramos mais preparados, tínhamos mais recursos. Era tudo ou nada agora, todos ali estavam preparados. Nos deixaram pela primeira vez, ver nossas mães, sabendo que muitos não sobreviveriam. Decidi não vê-la, eu não a conhecia mesmo e aquilo apenas me abalaria antes da guerra, tinha que me concentrar. Várias naves haviam sido construídas para isso, com diversas armas e cada uma poderia ser contido apenas cinco. Segui com uma tripulação, armaduras tinha sido feitas para se adaptarem de acordo com nossas habilidades especiais.
-Chegamos.
Diria avistando ao longe o local, a nave se aproximaria, disparando constantemente e enquanto isso eu ficava só a espera, dentro da nave eu não teria função alguma, minha parte seria a invasão e destruição por dentro do grande local.
-A nave foi atingida?!
Informaria o co-piloto, e logo ela iria perdendo altitude muito rápido, não iriamos sobreviver. Logo novamente ela seria atingida e uma abertura na traseira poderia ser notada, que puxariam para fora eu e mais um dos preparados para a invasão, enquanto que os três que se encontrariam na nave se chocariam de frente com o local explodindo e abrindo uma grande passagem. Cai com tudo, mas por sorte minha armadura absorveu grande parte do impacto. Segui sozinho, aquela cena era espetacular, fogo por toda a área, sons de explosões, sangue por todo o chão, tiros...
Modifiquei minha massa drasticamente, a ponto de intangibilidade e logo entrei no local por uma passagem fechada. Quando entrei, vi-me em um corredor, lá era tudo escuro e o chão possuía gosmas verdes para todo o lado, diversos tubos e canos para lá e para cá. Segui, apontando minha arma a frente, com visão quase nula, prestando atenção nos sons... Ouço algo vindo rapidamente em minha direção, começo a disparar e logo o som some, fico parado apenas observando e logo em seguida um ser me acerta no tórax me arremessando de costas no chão, uma luz vermelha seria acendida em meu capacete, clareava parte do local e vejo a coisa novamente investir contra mim, sem minha arma, rapidamente movi meu braço direito na mesma direção que tal viria e duas lâminas sairiam de meu bracelete, estendendo à frente, o atingiria no peito. Era um ser meio robótico. O chutei contra a parede, retirando seu corpo de minhas lâminas, peguei minha arma e segui em frente.
Depois de caminhar por alguns minutos pelo corredor, avistei uma sala logo à frente, com uma pequena luz no teto, adentrei e vi um enorme ser. Pelo tamanho e o jeito que se mantinha em pé, deduzi ser o líder. Comecei a disparar, mas ele se movia muito rápido, acertou sua cauda em meu peito e arremessou contra as tubulações. Novamente perdi minha arma, ele logo pisará e a arremessará para trás caminhando em minha direção. Levantei-me e corri, saltando contra o ser, comecei a feri-lo com as lâminas que sobressaíram em ambos braceletes, fiz vários cortes mas isso não foi de grande utilidade, ele parecia não se machucar, apesar dos sangramentos. Tentei investir novamente e com sua cauda, cortou meu braço fora, poderia ser visto uma gosma verde pelo chão a minha frente e ainda a sair pelo ferimento, fui afastando-me, inclinando meu corpo para trás, com o braço que sobrará erguido, enquanto ele caminharia em minha direção a babar. Estávamos ali debaixo da luz...
Spoiler:
Estiquei meu braço até suas pernas e eles logo se alongariam ainda mais, circundando as pernas do ser, se firmariam dobrando ao seu redor, com a pressão o ser cairia no chão. Uma abertura poderia ser vista no teto, onde chegariam diversos de meus companheiros, após uma explosão, enquanto diversos inimigos de raças diferentes chegariam através do corredor. O soltei e me afastei subindo a uma nave e um tiroteio ali começará. Explosões para todos os lados. Voltando com um grupo para nossa base, vários outros de nós voltariam junto, não foi como esperado... E o pior aconteceu, os inimigos vieram atrás de nós, em milhares de naves, eles derrubavam nossas naves no ar.
A nave em que me encontrará foi uma das poucas a chegar, seguimos rumo até o Comando, todos os nossos soldados haviam sido mandados e poucas dezenas de naves haviam voltado. Eles venceram. Subimos em naves individuais e fomos mandados para planetas distintos tentar reconstruir um novo povo, coordenadas diferentes. Eu já estava me regenerando e comecei a um sono profundo naquela nave. Enquanto saímos nas naves de evacuação, eles nos interceptaram e destruíram diversas naves antes mesmo que tomasse voo e seguiram as que teriam tomado, não queriam correr riscos. Muitas foram abatidas ainda no ar, enquanto na fuga a minha foi atingida e comecei a cair em uma localização totalmente oposta as coordenadas. A Terra.
Eu acordará, totalmente fraco, meu braço já estava quase 100% e pela diferença entre os planetas me deixaram diferentes, me senti estanho em relação ao ambiente. Minha nave caiu exatamente na Rússia, andei muito, muito mesmo, até que vi uma cidade. Todos nela ao me verem saíram correndo, minha aparência para eles era horrenda e para mim as deles eram também. Fiquei a analisar a face de todo aquele povo, correndo e gritando, nada do que eles falavam eu entendia. Corri me afastando de todos, finalmente achei um lugar calmo, um material verde ao chão, não sei o que era e pedras. Fiquei a andar, com o visual que me encontrará seria eu perseguido, me agachando em frente a uma das pedras, possuía algo estranho escrito e a foto de um ser estranho, parecia novo(aparentemente 15 anos). Transformei minha aparência para uma idêntica a do garoto e segui caminho. Estava eu sem roupas e com frio, aquela aparência humana era estranha... Todo seu visual, enquanto caminhava um homem e uma mulher, ambos loiros, pararam uma caminhonete em minha frente e me acolheram com um cobertor me levando para sua casa. Por lá desenvolvi minha aparência humana, a envelhecendo de acordo com os traços do corpo e do rosto do ser de tempo em tempo, tentando parecer normal e recebi o nome de Vladimir(Senhor da Paz) Nikolaev. Quis voltar, mas as coordenadas estavam na minha nave, ela havia sumido e mesmo que tivesse minha nave provavelmente todos estariam mortos. Lá aprendi e desenvolvi a língua Russa, fui "programado" para desenvolver tudo o que me passará rápido. Estudei e em pouco tempo aprendi a ler e escrever e me formei em Direito. Mais tarde, com dinheiro suado, abri um escritório de Advocacia em Nova York.
Enriqueci-me e fazia muitas viagens de negócios, já falando fluentemente o Inglês, Italiano e Espanhol. Minha mãe decidiu ficar junto a meu pai, já velho e doente. Meses depois, recebi uma carta informando sobre a morte de meu pai. Voltei a Rússia e fiquei em sua companhia por semanas.
De volta a Nova York, comprei ações em diversas empresas, uma bela casa, mas simples e por lá fiquei. Já teria me acostumado com o jeito dos humanos, sua tecnologia primitiva e seus hábitos, fazia tanto tempo que não voltaria a minha real aparência e sem me comunicar com meus companheiros de raça, que estaria perdendo com o tempo minha cultura e me tornando cada vez mais humano. Antigamente, nenhuma emoção eu demonstrava, mas com o tempo que passará com os humanos, os sentimentos ficariam mais visíveis, mesmo o ser tentando não demonstrar.
Nos dias atuais, faço viagens pelo mundo com o dinheiro que me resta, mas sempre com humildade e respeito... Sempre em busca de aventuras, mas não deixando o trabalho de Advogado, agora com mais recursos, buscando a justiça... com sua telepatia, utiliza-a para o seu trabalho, não como trapaça, mas sendo assim ele mesmo escolhe seus clientes, sempre sabendo o peso que cada um tem em sua consciência. Mesmo agindo errado e muitas vezes por si próprio, não tolera injustiças e desrespeito.
avatar
Vladimir Nikolaev
Independente
Independente

Alcunha : Predator
Idade : 32
Terra Natal : Marte
Ocupação : Empresário; Advogado.

Ficha na S.H.I.E.L.D
Habilidades: Habilidades Marcianas e Controle da Densidade Corporal
Level: 1
Equipamentos:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha

Mensagem por Narrador/a em Seg 20 Maio - 15:14

Ficha Aceita e Movida. Bom Jogo Clark-Pradador-Caçador-de-Marte.
avatar
Narrador/a
Moderador
Moderador

Alcunha : All NPCs

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum